Tags

, , , , ,

Caí na tentação 
Atropelei os conselhos alheios
Fingi que estava tudo bem
Pulei o muro sem receio
 
Senti o mundo pesar
A mirada ao chão caiu
Com feridas no calcanhar
Meu orgulho se feriu
 
Antes tarde do que nunca
A humildade bate à porta
Sem saber volto a chorar
O coração sente a revolta
 
Eles sabem do que falo
E no entanto me consolam
Sem julgar ou bater pernas
Eles sempre me confortam
 
Não sei mesmo se percebem
O quanto eu os amo
Por acreditar no meu futuro
E partilhar de todo meu reclamo
 
Agora aqui, longe de tudo
Peço misérias ao universo
Meu escudo ficou mudo
Minha alma ao inverso
 
Tendo em mente os meus erros
Sei que a fé é companheira
Por debaixo dos escombros
Ainda existe uma maneira
 
Criar luz é o que me resta
Nessa longa caminhada
Sinto logo o suor na testa
Me dá arrepios na madrugada.
 
Não sei bem aonde vou chegar
Só sei que vale a pena tentar
Não me preocupo com o resultado
O processo é o meu predicado.
 
– Wayra Schreiber
 
NOTA-SE QUE: Através dos meus versinhos, deixo aos leitores a breve interpretação do desafogo que expresso no meu peito. Sinto pela ausência, demora, atraso e etcetera. Mas sempre há uma luz no fim do túnel (que ainda está por chegar)! Entro sempre no blog, mas a coragem da escrita me foge a cada dia. Um beijo no coração de um por um. Até breve!