Tags

, , , , , , ,

O exercício do animal foi introduzido por Lee Strasberg como parte do treinamento do ator. Hoje, é utilizado como uma das ferramentas mais importantes para a profunda caracterização física de um personagem. O exercício consiste em realizar a reprodução exata do comportamento de um animal: é necessário imitar os sons, movimentos e atitudes. Só me faltava sair batendo asas pelo corredor da escola, a fim de expor as ações de uma ave.

O que Lee Strasberg sugere, no entanto, não é simplesmente sair imitando um macaco louco por aí. É necessário que o ator perca algumas horas do seu dia, observando os mínimos detalhes, e se perguntando “Qual é a diferença crucial que difere esse animal de mim?” ou “Por que será que este pequeno animal coloca suas orelhas para trás em certos contextos?”.

Aos poucos, depois de muita paciência e dedicação, o ator, gradualmente transforma este animal em bípede, se já não é. Vai então, adaptando as características mais exclusivas e minuciosas do animal, no corpo do personagem. Nessa altura do campeonato, o elemento animal é adaptado ao ser humano, mantendo sua força, mas tornando-se muito mais sutil.

O animal, geralmente, é escolhido de acordo com as características do personagem. Alguns atores utilizam frequentemente este exercício para compor as peculiaridades do seu papel: Marlon Brando usa em “A Streetcar Named Desire“, movimentando-se como um macaco. Jim Carrey caminha mexendo seu pescoço para frente e para trás como um pombo retardado para retratar seu excêntrico e egocêntrico justo modo em Ace Ventura. Não vou nem comentar sobre Batman, Tarzan, Mogli, e Mulher Gato. Vocês vêem as semelhanças? Enfim, pessoalmente, devo admitir que a minha experiência com imitação de animais é NULA.

Portanto, estou indo ao Zoológico agora com toda a sala (2 colegas e mais o professor), para passar um tempo analisando algum animal para finalmente mantê-lo forte e sutil em minha próxima “personagem”. Que coisa mais estranha! Se tiverem sugestões sobre qual animal eu poderia me identificar, por favor, um aviso prévio seria bacana.

Que vida!