Tags

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Neste final de semana eu tive minha primeira experiência com Filmagem.

Há duas semanas, fui ao cinema assistir O Artista. Antes do filme começar, fui conferir minhas ligações no celular e acabei deixando um recadinho em viva voz para alguém em português. Com muita euforia recebi elogios e comentários a respeito do truque-da-brasileira (sotaque), de um menino sentado na poltrona atrás de mim. Conversamos um pouquinho, e de repente uma pergunta surgiu:

– Você é atriz?!

Com medo da rejeição, tive que pensar duas vezes antes de responder, mas aí lembrei que aqui em Los Angeles, todo mundo está inserido nesse meio, e acabei confirmando sua pergunta. Coitado. Por um momento, achei que tivesse ganho na Loto: “Ah, não acredito! Estou estudando Direção de Cinema na Los Angeles Film School. Este ano vou fazer vários filmes para a escola. Se você quiser me ajudar como atriz para os meus trabalhos… Será mais do que bem-vinda.” A ansiedade dessa pequena observação acompanhou um belo sorriso de uma orelha até a outra, a espera de um “Claro!!!”. Logo me vieram à cabeça centenas de idéias de projetos. Percebi que ele estava muito empolgado com tudo, e nem conhecia meu trabalho de atriz, então como será que ele podia me chamar para atuar em VÁRIAS de suas filmagens? Tudo muito suspeito e confuso. Será?!

Dei uma de Zeca Pagodinho, e deixei a vida me levar! Até que uma semana se passou e ele me mandou uma mensagem com as informações da sua próxima prova. A princípio me pareceu conveniente trabalhar-de-graça, porque eu ganharia uma cópia da gravação e os créditos como atriz… Aqui, toda experiência conta muito. Toda vez que você se candidata a um trabalho de Interpretação, antes mesmo de te chamarem para uma audição, eles não querem apenas ver suas fotos e curriculums, eles precisam de material vivo, que são os vídeos com as experiências anteriores. Assim, eles tem uma idéia de como você se sai diante das lentes, qual é a maneira que você expressa suas emoções, enfim.

DEMO REEL: MARJO-RIIKKA MAKAELA

Esse é o Demo Reel de uma das minhas professoras.

Vários estúdios de filmagem podem fazer isso para você, gravar algumas cenas para que você possa entregar junto com seu Curriculum, ou mostrar quando pedirem. Vários atores até tem um canal no Youtube para que possam divulgar seu trabalho. No Brasil, a edição dessas cenas chama-se Videobook e aqui, Demo Reel.  O problema é que os estúdios cobram muito caro por esse tipo de trabalho. E a maioria dos atores, queridos editores, ainda não são ricos. E os ricos, já não precisam de Videobook porque já tem cenas gravadas e editadas em filmes, pelos quais eles ainda recebem salários.

VIDEOBOOK: ANDERSON FREGOLENTE

Esse é o Videobook de alguém que conheço no Brasil: Anderson Fregolente.

Já que os alunos da Los Angeles Film School não vão me pagar pelo trabalho de interpretação, fazemos essa permuta, muito agradável, no meu parecer. Eu ganho a edição, o vídeo, os crédios e o almoço, em troca do meu trabalho de atriz para a apresentação do trabalho deles, que supostamente deveria ser algo no caminho de se tornar profissional. Aliás, existem vários câmeras e equipes que fazem esse trabalho, cobram super caro, e estão tão preocupados em gravar simplesmente, mas acabam se esquecendo de fazê-lo bem feito. Portanto, quando essa oportunidade for oferecida, não podemos ser egoístas e pensar apenas no dinheiro como retribuição. Pensem a longo prazo, que benefícios esse vídeo poderia te dar no futuro? Principalmente quando se trata de experiências, porque eu me considero uma atriz de palco, então, nada melhor do que aprender os truques do novo universo das lentes, trabalhando e conhecendo gente do meio cinematográfico, não é?

Outra coisa que conta muito é ter um website com fotos, experiências, vídeos, notícias, o que anda acontecendo na sua vida profissional, em que projetos você está inserido, etc. E melhor ainda, é ter o endereço do site no Cartão de Visita. Isso implica em várias visitas de pessoas interessadas no seu trabalho, que poderão ter acesso à todas as suas informações profissionais de forma dinâmica e agradável, sem que você precise entregar um curriculum nas mãos de alguém que possivelmente pode te chamar para uma audição, ou não. De exemplo, para que vejam, aqui está o website de uma atriz que conheci num Seminário de atores, a querida Sarah: http://www.sarahschulteactor.com/

Este final de semana estive um tanto ocupada fazendo gravações e improvisando para que tudo corresse bem no final. Não escrevi no blog, por conta disso, então, devo mil perdões aos fiéis leitores, se é que eu tenho algum. No próximo Post, conto como foi a experiência de estar finalmente por trás das lentes para a montagem de um filme estudantil.