Tags

, , , , , , ,

Hoje fui à outro Seminário:

THE LANGUAGE OF THE FACE.

O título revela tudo. A “Linguagem do Rosto” é uma forma de comunicação não-verbal, onde é possível demonstrar emoções e sentimentos, através das expressões. Entender esse tipo de linguagem nos permite interpretar e criar as mais diversas ações e reações. Para mim, ainda é novo! Essas técnicas são voltadas para a televisão e para o cinema. Já no teatro, todas as expressões físicas são bem-vindas, principalmente, se as pessoas que estiverem sentadas nas últimas poltronas da platéia, conseguirem enxergar e entender o que está sendo “dito”.

Nem todos tem a capacidade de identificar essa linguagem. Sabe aquela pessoa que está com a mesma cara de brava, triste ou irritada SEMPRE, e você insiste em perguntar se está tudo bem ou se aconteceu alguma coisa? Pois é, para essas pessoas é normal ter aquela expressão pura e constante, mas tudo depende de onde a pessoa vem e como ela expõe seus próprios sentimentos. O rosto do ator, durante seu trabalho, deve manifestar pensamentos e emoções de uma maneira verdadeira, apropriada e compreensível para que não haja sombra de dúvida sobre o que se passa na cabeça daquele personagem.

É interessante atualizar-se de novas técnicas e as tendências de interpretação em outras áreas que não o teatro. A beleza de aprender esse tipo de técnica é que parece verdadeiro, natural, como na VIDA REAL. As pessoas se identificam com os conflitos que ocorrem na telinha. A medida que o ator desenvolve essas habilidades, e se torna “fluente” nessa linguagem, parece que ele não está fazendo nenhum esforço para se comunicar, o que não poderia ir além da “verdade”.

Quem é ator e está interesado em estudar todos os músculos do rosto para entender as expressões faciais e o que elas indicam, com certeza, vai contar muito na prática!